„Se estamos vivos, então vivamos correctamente!
Não acredito em vidas anteriores ou futuras.
Descobre AGORA, nesta própria vida, A plenitude da vida. “
Uwe Albrecht

 

  • My path of discovery (in German)

  • I’m hungry for life! (in German)

  • Michael Vogt in conversation with Uwe Albrecht (in German)

  • 1
  • 2

A minha visão

Eu faço o que faço, não por vocês, mas sim por mim.
Porque isso me dá gozo, porque é a missão da minha vida.

Se o fizesse por vocês, estaria dependente do que vocês gostam. Responsabilizar-vos-ia pelo modo como me sinto e, por isso, roubaria a vossa liberdade, abusaria de vocês. Eu faço o que faço porque gosto e, se com isso vos inspirar, então é maravilhoso. Assim, também não criei a innerwise para vocês, mas sim para mim e porque a amo. Não quero que me sigam ou que repitam as minhas palavras. Se vos inspirar a percorrerem o vosso próprio caminho, a encontrarem as vossas próprias palavras e a viverem a vossa própria verdade, então é maravilhoso.

A minha visão é uma convivência entre seres humanos íntegros. Pessoas que se comportam como adultos e estão preparadas para assumirem a responsabilidade por si próprios e pela sua vida.

Pessoas que são uma bênção para os outros e não roubam, nem mentem uns aos outros, nem a si próprias. Pessoas autênticas e que já não precisam de poder, nem de manipulação.

Pessoas que estão em sintonia consigo próprias e com todos os seres vivos.


Este lugar é para os loucos, os desajustados, os rebeldes, os arruaceiros, as cavilhas redondas para os buracos quadrados. Aqueles que vêm de modo diferente, não seguem as regras e não têm respeito pelo Status Quo. Podem citá-los, não concordar com eles, glorificá-los ou difamá-los. Mas o que não podem fazer é ignorá-los, pois eles mudam as coisas, eles fazem avançar a raça humana. Enquanto alguns os consideram loucos, nós consideramo-los génios, porque as pessoas que são suficientemente loucas para pensarem que podem mudar o mundo, são aqueles que o fazem. (Steve Jobs)

A minha vida

Estudei medicina na Humboldt Universität (Universidade Humboldt) em Berlim e sou médico desde 1994.

  • A Descoberta +

    No meu terceiro ano de estudos encontrei na biblioteca da minha mãe, um livro sobre a terapia neural, um presente de um representante farmacêutico. Neste livro estava descrito como é que as dores em diversas partes do corpo desapareciam, através de um anestésico local que se injectava nas gengivas de um determinado dente. Então, isso existia realmente: A CURA. Depois de três anos na escola de medicina, já tinha perdido a esperança.

  • A Pesquisa +

    Assim começou a minha pesquisa. Paralelamente aos meus estudos de medicina, comecei a estudar a medicina tradicional chinesa ou, melhor dizendo, a Filosofia, a Patologia e as Ervas Medicinais chinesas. Aprendi a terapia neural com o Dr. Horst Becke e pude trabalhar com o Dr. Johann Abele, um dos últimos médicos que ainda percebia alguma coisa dos desintoxicantes baseados em Hufeland.

  • Experiência Clínica +

    A fundação Karl e Verónica Carstens promoveu dois ensaios clínicos realizados por mim, o primeiro sobre a relação entre as infecções focais, as inflamações crónicas e as zonas de reflexo na área da garganta e do pescoço, o segundo para demonstrar a eficácia da ventosa terapia no síndrome do canal cárpico, o qual, de outra maneira, teria de ser operado. Os estudos foram publicados internacionalmente. Apreciava aquilo tudo e tive a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas, como a Dra. G. Draczynski, a qual trabalhou nos anos 60 com os Professores Alfred Pischinger e Félix Perger. Ela transmitiu-me informações e documentos preciosos sobre o sistema de regulação de Pischinger.

    No Grupo de Trabalho Alemão para a Pesquisa da Infecção Focal (die Deutsche Arbeitsgemeinschaft für Herdforschung), aprendi mais sobre a importância das infecções focais e as suas relações de interdependência no corpo. A viagem de exploração levou-me depois para a Bélgica, para perto de Walter Kunnen e do seu filho Konrad, os quais foram meus professores nas temáticas da Poluição Eléctromagnética e da Geopatologia.

    Na área de acção da medicina convencional, trabalhei naquela altura com vários hospitais. Em Berlim, o Professor Friederich Luft ensinou-me a basear as minhas terapias, sempre nos estudos mais recentes. Isso impregnou-se de tal maneira em mim que, desde então, em vez de ler estudos científicos, eu próprio me empenhei na jornada da descoberta. A minha experiência numa clínica de reumatologia, a qual se ocupava principalmente de doenças autoimunes (doenças onde o sistema imunitário é auto destrutivo), mostrou-me exactamente o que mais tarde, através do sistema do comprimento de braços, descobri: as pessoas doentes querem inconscientemente estar doentes.

    A experiência numa clínica de terapia da dor foi a minha última etapa na medicina convencional. O credo dessa clínica era: quem cura, tem razão. O médico da minha enfermaria, o Dr. Michael Fischer, deu-me toda a liberdade de trabalho que jamais alguém pode sonhar. Na altura estudava paralelamente com Raphael van Assche, sobre a fisioenergética, um sistema da cinesiologia e comecei a aplicá-lo na clínica. Fui então demitido. Testar com braços, era areia a mais para a carrinha do chefe do departamento.

  • A abordagem holística +

    Continuei com formações e experiências intensas em técnicas osteopáticas, homeopatia, sistema de constelações e terapia emocional. Durante o trabalho bioenergético, segundo Wilhelm Reich, com o Professor Bernd Senf, o qual me acompanhou durante anos, perdi 1,5 dioptrias num fim-de-semana e, subsequentemente, os meus óculos. Mais um milagre.

  • Abertura do Gabinete Médico +

    Em princípio, a nível familiar previa-se que eu continuasse com o gabinete médico da minha mãe. No entanto, do conhecimento que até então tinha tido, nomeadamente, receber 60 doentes por dia e passar cinco a dez minutos com cada um, estava fora de questão. Isso significava que tinha que ficar por conta própria e alimentar a minha família com o meu pequeno gabinete médico privado. Mas, se és bom no que fazes e puderes ajudar, os pacientes vêm. Se não és bom, então não vem ninguém.

  • Um novo sistema de cura +

    Como precisava de um sistema de cura que efectivamente funcionasse, desenvolvi um.

    Ele é a innerwise: a cura através da sabedoria interior.

    Assim arranjei maneira de reunir tudo que tinha aprendido e de o utilizar em mais pesquisas e descobrir algo ainda maior. A innerwise é para mim um sistema vivo, o qual conjuga o que há de melhor em todas as culturas e em todos os tempos. É um sistema aberto e pode-se integrar em todas as técnicas e métodos. Permite descobrir as ligações e relações individuais e, subsequentemente, ter-se uma apreensão nova da doença. É a essência e ao mesmo tempo a abundância que podem ser aplicadas de forma intuitiva.

    Tudo o que o sistema contém foi experimentado pessoalmente, o que fez com que, juntamente com alguns amigos, tenhamos ido várias vezes ao inferno, voltando sempre ao sétimo céu. A autenticidade e a veracidade não se conseguem por outros meios e estou grato por todas as experiências por que passei.

    Se tiver que descrever o meu caminho em poucas palavras, aqui vai:

    • Do caos à identidade própria: eu sou novamente eu
    • Clarificação de assuntos pendentes
    • Acabar com compromissos e ser honesto comigo próprio
    • Obter confiança. Ser finalmente adulto e assumir a responsabilidade por mim e pela minha vida
    • Voltar a integrar os pedaços perdidos no caminho
    • Aprender a ser feliz comigo próprio
    • Amar-me a mim próprio

     
    Posso olhar para trás com alegria pelas coisas que consegui. Posso deixar passar e regozijar-me pelo que a vida ainda tem para me dar.

     

  • 1

Poder enganar-se, confundir-se, agir sem lógica, transformar-se através da aprendizagem, confiar nos anseios, ver de maneira rara, ser desconfortável, não seguir o rebanho, concretizar os sonhos, estar desperto e sorrir, viver fantasias, dar liberdade. (André Heller)

Livros

Sempre tive más notas nos ditados. O alemão não era a minha disciplina preferida. A leitura levava-me a ataques de suor, pois os meus olhos eram mais rápidos que a minha boca. A minha ortografia tem tão poucas regras como a minha vida.

Mesmo assim, estava programado que ainda tivesse muito a dar através dos livros…

»Intuitive Diagnostik«
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril

»Integrity is may way«
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril

»Besser schlafen – Besser leben«
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril

»Ja Nein – So einfach kann das Leben sein« (Sim. Não. A vida pode ser tão fácil!)
Neste livro descrevi o teste do comprimento dos braços. Fui ajudado por 60 utilizadores do teste, os quais partilham as suas experiências no livro. Editado em 2011, este livro é agora publicado em mais alguns idiomas, permitindo às pessoas de vários países, desfrutarem da sua liberdade de decisão.

»Der Heilatem« (A Respiração que Cura)
Nicht mehr lieferbar. Ist in »innerwise Heilmediationen« enthalten.

»innerwise Heilung für alles Lebendige« (innerwise, Cura Para Todos os Seres Vivos)
O grande livro para a innerwise (sabedoria interior). O livro começa com as bases filosóficas e éticas, segundo tradições antigas e, quem conseguir sobreviver a esta parte, enquanto leitor, o resto do livro é uma dádiva.

»Ein Kurs im Heilen« (Um Curso Sobre a Cura)
Este livro é engraçado, ousado e profundo, com muitos exercícios práticos para os leitores. Inclui desenhos, vídeos e meditações. Irá sair já no Outono, na forma de áudio-livro e fará com que te engasgues com as gargalhadas, ao te reconheceres nele. Eu próprio farto-me de rir, sempre que o ouço.

»innerwise-Meditationen« (innerwise – Meditações)
Já que quando meditamos gostamos de fechar os olhos, estas meditações foram editadas em forma de áudio-livro e proporcionam uma experiência especial: a respiração que cura, terra mãe e Inner Yoga/Yoga interior (Der Heilatem, Mutter Erde e Inner Yoga). Mas vocês ainda vão ter que esperar pelas duas últimas.

 

Veröffentlichungen

Im Shop findest du neben den von mir entwickelten innerwise-Produkten viele weitere meiner Veröffentlichungen: Vorträge auf DVD, eBooks, Hörbücher, kraftvolle Meditationen und vieles weitere mehr.

Zum Shop

tinny-export
notrump-integral